Ser celíaco

Hoje posso dizer que é perfeitamente possível ser feliz sem glúten!
Mas ser celíaco não é, nem foi sempre fácil.
Sofri com os sintomas da doença desde criança até chegar ao diagnostico em 2006, quando iniciei a dieta sem glúten. Sofri ainda mais depois, quando me deparei com o impacto da dificuldade de comer fora de casa, socialmente, e ao perceber o despreparo de muitos dos profissionais do ramo alimentício para servir e passar informações ao público celíaco. Sem contar a dificuldade de encontrar estabelecimentos e produtos aptos para celíacos a 10 anos atrás.
Desde o diagnóstico até o momento, foi um longo caminho de batalha para conseguir estabelecer uma alimentação disponível, segura e prazerosa.

O reconhecimento da doença e do "ser celíaco" é um passo fundamental para a aceitação e para incorporar as mudanças nos hábitos alimentares e na nova rotina.
Mais sobre a minha trajetória, dificuldades e conquistas como celíaca podem ser lidas aqui nesta entrevista.


Nenhum comentário:

Postar um comentário